Grupos Produtivos

Pipa Carioca

Pipa Carioca

Ela nasceu no Marrocos, viveu em Angola, onde casou-se, foi para a África do Sul, Portugal e acabou vindo parar no Brasil. E foi assim que Dona Lili costurou sua história de vida, entre países, povos, culturas, climas e gente muito diferente. Essa senhorinha de 75 é na verdade Liliana, líder do grupo produtivo Pipa Carioca.

Ela foi bancária a vida toda, mas nas horas vagas gostava de costurar, bordar e fazer crochê ou tricô. Começou este hobby quando as crianças nasceram, afinal, tinha que fazer o próprio enxoval. Ela aprendeu sozinha e usando revistas com passo a passo. Dona Lili faz de tudo um pouco. Em sua casa, não se compra lençol nem toalha de mesa, ela faz tudo na sua boa e velha companheira, a máquina de costura. Para as crianças, fazia também bonecos de pano. E não é que dessa forma nasceram os mimosos gatinhos Mingau e Mimi?

Veio para o Brasil em 2004. Sua filha, Suzana, veio primeiro e aqui teve seus filhos. Primeiro uma menina de nome Ana, que cresceu e aprendeu com a mãe, que por sua vez aprendeu com Dona Lili, o ofício da costura. Hoje as três gerações trabalham juntas, criando produtos como jogos americanos, nécessaires e produtos infantis feitos com tecido e muito afeto. Depois veio o segundo neto de Dona Lili, o Afonso, hoje com 11 anos.

Dona Lili então quis visitar o neto, mas gostou tanto do calor do Brasil e de seu povo que resolveu ficar. Em terras cariocas, já aposentada, ela se uniu ao grupo de artesãs Vizinhas do Mar, no Recreio, para fazer artesanato em tecido, mas desde 2013 resolveu criar seu próprio grupo produtivo, batizado de Pipa Carioca, um nome sonoro e divertido que ela escolheu com a filha e a neta pra dar o tom dos seus produtos. A produção do grupo é marcada pela delicadeza de sua costura.

Para falar com este grupo mande um e-mail para grupoprodutivo@redeasta.com.br e aguarde a resposta. Lembre-se de informar na mensagem o nome do grupo e seu contato.

4 Produto(s)